Automação Industrial

24out

Das modestas “Caravelas” do século XV aos maiores navios “Cargueiros” no século XXI, imaginar o cenário mundial atual sem o livre comércio através dos mares dadas as dimensões oceânicas é algo totalmente improvável, até mesmo porque esse importante modal de escoamento de mercadorias possui características especiais e peculiares não só comparado ao tamanho, mas principalmente relativo ao volume de mercadorias que movimenta todos os anos.

 

Normalmente áreas produtivas, sejam elas agrícolas ou de manejo florestal, áreas de exploração e extração mineral ou até mesmo zonas industriais necessitam de outros importantes modais como o ferroviário e o rodoviário, eles são fundamentais para o escoamento de produtos e bens de consumo de regiões continentais até zonas portuárias localizadas em pontos estratégicos ao longo do litoral em referência aos principais portos mundiais.

 

Como eficiente sistema de transporte e logística o custo de transporte marítimo é normalmente menor em relação aos demais meios de transporte, numericamente apresenta forte influência na manutenção da balança comercial de qualquer país onde as “cifras” financeiras chegam a bilhões de dólares quando o assunto é comercialização de riquezas produzidas oriundas do PIB (produto interno bruto).

 

Atualmente a sociedade se beneficia deste modal principalmente pelo transporte de alimentos, destacam-se os cereais como principais produtos comercializados, o Brasil como “celeiro mundial” desponta como um dos maiores produtores e exportadores de grãos para diversos países, do outro lado do mundo a China torna-se o principal cliente brasileiro e o principal produto destinado ao país asiático é a soja e seus derivados no estado bruto (grãos) ou processados (óleo e farelo).

 

Alguns portos se especializaram na exportação de determinados produtos, o fato é que, foram desenvolvidos sistemas mecânicos próprios adequados as necessidades de cada modelo de navio em função da matéria prima embarcada, por exemplo, guindastes são empregados principalmente na movimentação de containers, esteiras são empregadas no transporte principalmente de minérios e carvão, complexos industriais equipados com gasodutos e oleodutos são a base para embarque de óleo e gás, além de produtos químicos, e não menos importante os Ship Loaders/Unloaders extremamente necessários para o carregamento e descarregamento dos porões dos navios graneleiros.

 

Máquinas e enormes navios fazem parte de um contexto envolvendo desde os terminais e silos de armazenagem, esteiras transportadoras, pesagem através de balanças de fluxo, chegando aos porões dos navios através dos Ship Loaders automatizados, é relevante o controle total deste processo de forma eficiente e contínua, a Automação Industrial é a chave para o sucesso deste modal que necessita constantemente do aprimoramento e modernização das tecnologias desenvolvidas e aplicadas tanto em hardware com em software.

Compartilhe

FacebookLinkedIn