Mês: junho 2018

Estudando e trabalhando com automação industrial

O profissional de automação industrial é responsável pela modernização de processos produtivos. Ele realiza testes, manutenção e medições em equipamentos de controle e de potência. Faz também levantamentos e diagnósticos de instalação de equipamentos; aplica ensaios e técnicas de medição. Especifica instrumentos e coordena equipes de implantação, manutenção e montagem. Elabora diferentes projetos, executa e instala sistemas de controle e automação. Planeja, analisa e inspeciona equipamentos eletroeletrônicos.
O campo da robótica e da produção industrial automatizada é atualmente elemento crucial para o aumento de competitividade.
As disciplinas mais específicas da área de Automação ensinam o estudante sobre sistemas de automação e controle e possuem muitas atividades práticas em laboratório, onde o aluno aprende sobre:

• Microcontroladores
• Controle de processos
• Instalação de sistemas de automação
• Comunicação de dados
• Robótica e manufatura integrada
• Controladores lógicos programáveis

Faculdades geralmente possuem convênios com indústrias que desenvolvem projetos dentro da instituição de ensino com a participação dos estudantes. Para muitos alunos, estes projetos constituem a primeira experiência profissional na área e são uma oportunidade para estabelecer contato com empresas antes de concluir a faculdade.

5 razões para automatizar processos

Produtividade: O tempo de produção diminui drasticamente com o trabalho sendo realizado por máquinas que trabalham sozinhas, com grande precisão e rapidez. Trabalhadores humanos estão sujeitos a cansaço não executando uma repetibilidade ideal de produção.

Qualidade: A qualidade do produto será melhorada suprimindo falhas humanas, como a falta de atenção ou cansaço. Testes de verificação também podem ser automatizados para atendimentos às normas vigentes a produção.

Segurança: Através de alertas e sensores em máquinas, pode-se monitorar e avisar sobre qualquer irregularidade de processo. São disponíveis tanto para problemas na produção quanto alertas de perigo para funcionários, diminuindo riscos. Empresas que cumprem normas de segurança como a NR12 reduzem estes riscos de acidentes.

Custo: Como o processo está menos suscetível a erros o desperdício de matéria prima também diminui, como também o tempo de produção para refaze-lo englobando-se neste caso como fator preponderante a energia elétrica. O custo de mão de obra também se reduz, já que, o número de funcionários necessários para a realização das tarefas é menor.

Controle: Com a criação de máquinas mais sofisticadas, uma vantagem da automatização é a possibilidade de mensurar e controlar o processo completo da produção. Toda indústria automatizada atualmente possui diversos controladores e sensores. As informações são armazenadas em bancos de dados onde posteriormente podem ser analisadas até remotamente.